Home » E-commerce & Loja Virtual » Loja virtual grátis

Descubra a melhor plataforma de e-commerce grátis para sua loja

Existem muitos sites para criar uma loja virtual grátis, e por isso novos entrantes deste mercado ficam um pouco perdidos. Por isso, fizemos o esforço de selecionar todas as plataformas que oferecem um serviço gratuito.

Nossa lista conta, em ordem de preferência, com as 11 opções mais interessantes, para que você decida qual a melhor plataforma de e-commerce grátis. Em poucas palavras, nós verificaremos os benefícios e vantagens de cada uma.

Com uma leitura bastante rápida, você entenderá o que cada escolha significará para o seu site. Afinal, há sempre algum tipo de limitação por trás de ofertas gratuitas. Cabe a você definir quais benefícios estão mais paralelos à sua estratégia.

Vamos começar?

Qual a melhor plataforma gratuita de e-commerce?

Quem está buscando começar uma loja virtual do zero certamente quer evitar ao máximo ter novos custos. Por isso, encontrar uma plataforma que oferece a possibilidade de um e-commerce por custo zero é de alta importância.

Abaixo, há opções incríveis, com diferentes recursos e características. Por exemplo, há aqueles que são totalmente gratuitos e oferecem uma determinada extensão de recursos que podem ajudar a fazer seu site crescer.

Estes últimos geralmente limitam o crescimento até certo ponto, quando então é preciso fazer upgrade para um plano pago. Pode ser que haja limitação de produtos, visitas e até mesmo de usuários com acesso para administrar a loja.

Do outro lado, há aqueles que são de código aberto e não há qualquer tipo de plano para expandir recursos. Tudo é ilimitado, e você adiciona a plataforma a um serviço de hospedagem que você contratou.

Inclusive, nós temos uma boa indicação de Host para sites menores, que é o Hostinger. Você pode saber mais sobre ele clicando aqui. Já lojas maiores que estão migrando para plataformas abertas podem preferir o GoDaddy, disponível aqui.

Os sistemas de código aberto permitem que o usuário faça quaisquer alterações que desejar, literalmente manipulando todo o código. Com isso, é possível utilizar esta forma grátis de plataforma para criar uma loja à sua maneira.

Essas opções ganham dinheiro por meio de seus mercados de temas e apps, que vendem designs bonitos ou funções que não estão adicionadas. Assim, um meio de pagamento que o lojista não sabe configurar pode ser comprado por um certo preço.

De todos, a nossa recomendação máxima é o Shopify, que é sem dúvidas uma das melhores plataformas existentes.

Infelizmente, ela permanece gratuita somente pelo período de 14 dias. Isso significa que após utilizar por 2 semanas, você precisa continuar pagando ou abrir mão do serviço, o que implica na migração da loja (custa tempo e talvez até leve a prejuízos).

O plano mais básico do Shopify dá direito à segurança, além de produtos completamente ilimitados e algumas ferramentas de marketing. No entanto, fazer um upgrade garante acesso a relatórios.

Você não só não paga hospedagem, como todos os serviços ficam livres por esse período de testes. Consideramos tempo suficiente, para que você decida se vale a pena pegar um plano da plataforma.

Para saber mais sobre ele e testar o Shopify por 14 dias, sem ter que pagar nada por esse período, clique aqui.

A lista das melhores opções

#1 Wix E-commerce - loja gratuita e planos diferenciados em Reais para o seu e-commerce

É possível economizar saliva e dizer simplesmente a marca Wix, em vez de falar “a melhor plataforma gratuita do mercado”. Uma plataforma super completa, com tudo o que você precisa em uma única ferramenta.

Não é só para criar lojas de forma fácil que serve o Wix. Você pode optar por criar uma loja totalmente livre de custos, ou adquirir um plano premium. Mas justamente por oferecer essa oportunidade livre de cobranças, que é o nosso primeiro.

São funções a perder de vista, e cada uma delas essencial para que sua loja venda muito. Desde customização da loja e automação de pedidos até o marketing, esta é a solução dos seus problemas.

Quem opta por comprar um plano, paga em reais e não em dólares para remover os anúncios do Wix, ganha domínio gratuito e ainda não paga extra por ter uma loja com bastante tráfico.

Clique aqui para saber mais

#2 WooCommerce - um plugin gratuito do WordPress para criar a sua loja instantaneamente

Compatível com o WordPress e uma das opções favoritas entre os lojistas, WooCommerce pode ser a sua chave para vender produtos online. Tudo o que é preciso é instalar o plug-in e pronto, já é possível começar a lucrar.

Após lançar o seu site, é só customizá-lo da maneira que preferir, pois com o conhecimento certo é possível modificar qualquer aspecto.
No entanto, precisamos ressaltar que você precisará pagar por um serviço de hospedagem, onde colocará todos os arquivos do seu comércio eletrônico.

Não existe custo algum, mas você pode optar por pagar por ter temas criados por profissionais ou extensões extras. São ferramentas adicionais, que podem ajudar uma loja a se destacar em comparação a outras.

Se você possuir algum conhecimento para editar os arquivos você mesmo(a), não será necessário comprar nada para customizar sua página.

Mas calma, abaixo apresentaremos também outras oportunidades. Leia mais sobre esta plataforma aqui.

Outras opções também disponíveis gratuitamente:

O Open Cart open source é quase como um produto que você coloca em seu carrinho de compras e leva com você. Você baixa, faz alterações e utiliza da maneira que quiser, porque passa a ser completamente seu.

Ao mesmo tempo, trata-se de uma das opções mais leves do mercado, para quem não pode arcar com plataformas que utilizam muitos recursos. Sem dores de cabeça, até mesmo alguns temas já vêm preparados para serem utilizados em uma lojinha.

O nosso terceiro lugar pode ser a opção ideal para maiores customizações ou sites simples, você é quem escolhe.

Como todo código aberto profissional, é possível optar por comprar ferramentas adicionais. Tudo o que o dono da loja não puder fazer por conta própria, como edições que melhorem a experiência do usuário, podem ser comprados.

Ao mesmo tempo, o marketplace também possui diversas opções gratuitas, como novos métodos de pagamento. Vale a pena ficar sempre de olho.

Leia mais aqui.

Apesar do nome, não há nada de ilegal em entrar para o time de lojas montadas com a plataforma Big Cartel. Eles oferecem a opção de gratuidade, porém são voltados para lojas bem pequenas.

Nos referimos àquelas de poucos produtos, pois os limites são consideráveis em relação ao número deles. Para criar seu site de vendas sem custo, você só poderá ter 5 produtos disponíveis.

Em compensação, é possível expandir as possibilidades com planos pagos. No entanto, eles não diferenciam os recursos e fica difícil entender, sem entrar em contato com o atendimento em inglês, quais são os diferenciais oferecidos.

Mesmo assim, você pode descobrir mais e decidir se vale a pena  aqui.

Uma plataforma fornecida tanto em versão paga e livre, pode ser o que você está buscando. É possível instalar o site de comércio, começar a vender e só então usar o lucro para dar um upgrade no Magento.

Até lá, você pode decidir se vale a pena, com todas as funções para vendas e marketing que esta opção possui. Você estará levando uma versão de testes vitalícia, sem tempo para acabar, mas com alguns limites.

No momento, é preciso solicitar um orçamento caso queira saber o quanto custará a solução do Magento paga.

As ferramentas e funções disponíveis para quem resolve pagar aumentam muito em comparação ao código aberto, incluindo ferramentas de marketing e monitoração para ajudar a expandir o negócio, além de suporte técnico.

Tudo depende do quanto você deseja expandir a sua loja. Para saber mais sobre todas as funções, clique aqui.

Quem busca uma plataforma open source que é fácil de baixar e não paga nada para usar pode estar buscando o Prestashop. É mais adequada para aqueles sites que ainda estão engatinhando e é facilmente compreendida com pouco tempo de uso.

É tudo muito simples, da instalação a começar a colocar os produtos em uma loja. Por isso, esta opção está incluída em nossa lista. Se o seu plano de hospedagem for limitado em recursos, você pode começar com esta nossa escolha.
Há duas lojas dentro do site oficial, para otimizar a loja, caso não seja suficiente ter uma solução com código aberto. Neste caso, é preciso desembolsar um bom valor em dólares para adquirir um dos temas premium, por exemplo.

A outra loja é a de módulos, que como outras opções de código aberto aqui, vende funcionalidades que podem melhorar muito uma loja. Em compensação, também são vendidos a preços consideráveis.

Leia um artigo completo sobre ela clicando aqui.

Com uma opção grátis para lojistas iniciantes, o X Cart é uma escolha também open source com versão paga para sites mais avançados. Quem quiser já de início liberar todos os recursos e funções precisa desembolsar uma quantia considerável.

Em compensação, você pagará um preço único e terá tudo liberado e poderá gerir sua loja pelo celular, sentir-se mais seguro(a), dentre outras coisas mais. Até lá, é perfeitamente viável permanecer com uma versão grátis.

Os produtos e contas são ilimitados em qualquer plano, mas os planos pagos são extremamente caros e só servem para grandes lojas. Até mesmo o suporte é pago, exceto pelo plano mais caro de todos, que chega a um valor alto de cinco dígitos.

Dentre as adições nos primeiros plano pagos, estão a adição de reviews para os seus produtos, login via rede social ou Paypal e venda de licenças ou códigos de ativação, ideal para produtos digitais, entre outros.

Leia mais sobre o X Cart aqui.

Sem qualquer mensalidade e totalmente brazuca, a Minestore é a plataforma em número 7 da nossa lista. Você pode instalar sem qualquer custo adicional para isso, e guardar o dinheiro para investir em publicidade.

Essa campanha de marketing gerará vendas, e só então você pagará uma comissão ao site, que permitiu seu crescimento. Além disso, o site conta com suporte em nossa língua e o Real é a moeda utilizada.

Para quem quiser diminuir a comissão, que pode chegar ao mínimo de 0,99% por venda, é preciso pagar a mensalidade. Não são caras e adicionam novas funcionalidades como venda para CNPJ, suporte via chat e uma loja de vitrine.

A maioria dos recursos adicionais, no entanto, só valem do plano intermediário para cima, excluindo o mais barato.

Caso tenha ficado interessado em não mais ficar refém das plataformas gringas, leia mais aqui sobre a Minestore.

Ideal para usuários que querem o máximo de customização e utilizar plug-ins criados pela comunidade. Trata-se de uma boa escolha para personalização sem muito conhecimento sobre programação.

Além disso, é uma plataforma grátis como todas as outras desta lista. Se o seu site estiver hospedado em um servidor com PHP e MySQL(v4+ e v3+, respectivamente) – o Host pode dar esta informação – você já tem tudo o que precisa para rodar a osCommerce.

Como é de se esperar em qualquer serviço com código aberto e gratuito, eles lucram por outros meios. Existe uma loja de apps, que são de templates a funções que você pode adicionar à sua loja.

Leia mais aqui.

De nome bastante intuitivo, a Lojaintegrada possui um portfólio impressionante de clientes. Não é difícil ser mais um, ainda mais com o plano grátis. Você ganha, inclusive, a montagem da sua loja sem pagar nada por isso.

Mesmo assim, usuários mais avançados possuem acesso para modificar e personalizar o site da maneira que preferirem. O local nessa lista é justificado por possíveis questões com o tempo on-line do site.

A grande diferença entre os planos fica quanto aos limites (visitas, produtos, usuários), formas de pagamento e a existência de suporte técnico, além de outras coisas.

Portanto, recomendamos uma análise bem cuidadosa dos planos que são disponibilizados em nosso artigo. Afinal, os limites podem ser muito grandes para a maioria das pessoas.

Porém, para saber mais sobre isso, você terá que ler o nosso artigo aqui.