Home » Blog » CDN
cdn4

O que é CDN e como afetar o seu site positivamente?

Com o constante avanço da tecnologia, periodicamente também evoluem os métodos de otimização e aprimoramento quando o assunto se trata de websites.

A Rede de Fornecimento de Conteúdo ou Content Delivery Network (CDN), refere-se ao termo utilizado a uma rede de computadores cujo o objetivo principal é auxiliar a entrega de conteúdo disponibilizado na Internet.

Mesmo que você não saiba é muito comum que o conteúdo que você acessa esteja passando por uma CDN, sejam vídeos, notícias, músicas ou qualquer outro tipo de conteúdo.

O principal foco deste artigo é lhe informar e lhe guiar sobre tudo o que você precisa saber sobre o assunto para melhor poder desfrutar dessa ferramenta.

Qual a diferença entre Servidor de Hospedagem e Servidor CDN?

Para que não haja quaisquer confusões entre esses dois termos, iremos esclarecer aqui de forma direta o que cada um significa.

Ambos são serviços de hospedagem, porém, a principal característica que diferencia os dois tipos é que o seu serviço de hospedagem é um único servidor que hospeda os seus arquivos, enquanto o CDN é uma rede.

Um servidor CDN com certeza não substitui o seu servidor de hospedagem, porém trabalham em conjunto para possíveis melhorias relacionadas ao acesso do conteúdo.

Tenha essa diferença em mente pois mesmo que ainda não seja muito claro o que especificamente “CDN” significa, ao fim deste artigo terá conhecimento o suficiente para entender e distinguir ambos termos com clareza.

Quais os Benefícios?

São diversos os pontos positivos que a utilização desse serviço pode trazer. Vejamos aqui alguns exemplos:

  • Rápido carregamento – Um dos benefícios mais notáveis, é o rápido tempo de resposta que o usuário tem, incluindo a velocidade de download de algum conteúdo quando acessa um site que provém de um servidor CDN.
  • Mais segurança ­- É comum que um website seja alvo de possíveis ataques e quando se utiliza um serviço deste tipo, é utilizada uma proteção extra na intuição de bloquear ataques e scripts maliciosos vindo de conexões inseguras e que possivelmente podem apresentar risco quanto aos dados sendo transportados na conexão.
  • Boas práticas de SEO – Como é um reforço direto na segurança e no tempo de resposta do servidor, essa ferramenta por consequência afeta positivamente a infraestrutura do seu site, fazendo com que o seu site seja considerado mais relevante a aparecer nos resultados de pesquisa.

Podemos então, afirmar que se você recebe tráfego no seu site de diversos países e localidades, aconselhavelmente é uma boa escolha optar por usar um provedor CDN.

Você pode configurar um provedor CDN em seu site preexistente e desfrutar dos benefícios que ele disponibiliza facilmente.

Como funciona?

Ao invés do conteúdo do seu site ir diretamente de onde está hospedado até o cliente que possa estar acessando em qualquer localização do mundo, o conteúdo é redistribuído a partir de pontos chamados Pontos de Presença (Points of Presence) ou de CDN Data Centers ao redor do mundo, que automaticamente procuram qual o ponto mais próximo de onde o usuário está tentando acessar.

Esse serviço muitas vezes trabalha em conjunto com um domínio que tem a sua extensão específica por localidade (por exemplo .com.br, .ca, .fr e etc).

Por exemplo, se você está no Brasil e tenta acessar https://aliexpress.com, automaticamente é redirecionado para https://pt.aliexpress.com devido ao CDN em trabalho conjunto com a extensão específica.

Simplesmente aderir a utilização de um provedor CDN, pode não ser a maneira mais precisa de se obter o melhor desempenho, pois, na prática não é tão simples, e é muito relevante escolher adequadamente as suas necessidades o tipo de CDN que você pretende usar.

Mesmo sendo importante conteúdo em português sobre o assunto, é pouco discutido e muito escasso, e é por isso que abordaremos mais sobre isso no tópico a seguir.

Entendendo a diferença entre os tipos de CDN

Basicamente existem dois tipos de CDN: o Push e o Pull; vamos entender aqui a principal diferença entre os dois e como funcionam.

Push

Esse método baseia-se em você “empurrar” (do inglês, “to push”) o conteúdo para os pontos de presença, fazendo com que o mesmo sempre fique disponível a quem possa estar tentando acessá-lo.

Pull

Ao contrário do push, o método pull apenas “puxa” (do inglês, “to pull”) os dados do servidor onde o seu site está hospedado para o ponto de presença quando alguém tenta acessá-lo.

Sendo assim, não haverá uma melhoria de desempenho no primeiro acesso, porém posteriormente quando for acessado novamente o conteúdo será automaticamente carregado mais rápido pois estará temporariamente alocado ao Data Center mais próximo.

Os benefícios em usar um ou outro vai depender do tráfego e da necessidade em que os arquivos precisam ser entregues.

Qual o melhor tipo de CDN para mim?

Deve-se prestar atenção na hora de aderir a um serviço deste tipo pois, você possivelmente irá desfrutar mais dos recursos de um provedor, escolhendo o que melhor se adequa para o que você precisa.

Basicamente, se o seu site tem como foco principal a disponibilização de downloads e arquivos grandes sem necessidade de uma alteração constante, é uma boa escolha optar por um CDN push.
Isso torna tudo mais prático para o usuário, pois, todo o conteúdo que ele acessar e tentar baixar sempre estará disponível no servidor mais próximo sem a necessidade de o conteúdo estar armazenado temporariamente.

Configurar um serviço de CDN push é um pouco mais trabalhoso que o pull, porém se torna mais útil se você não precisa fazer alterações constantes no seu site.

Este método também lhe dá mais controle sobre quais arquivos serão enviados ao servidor, da mesma forma que a frequência em que serão enviados.

Como um servidor pull apenas disponibiliza o conteúdo no servidor mais próximo apenas após o usuário tentar acessar, se torna mais prático para sites que constantemente têm novas publicações e alterações.

Sites e blogs de notícias, fóruns e conteúdos informativos se encaixam perfeitamente com um servidor pull.

Apesar da configuração ser bem mais fácil, você provavelmente terá menos flexibilidade sobre quais arquivos serão disponibilizados no servidor.

Todos os servidores de CDN são pagos? E como aderir?

Definitivamente não. Muitos provedores de hospedagem disponibilizam esse recurso, porém também existem muitas empresas são especializadas principalmente nessa ferramenta.

Não é obrigatório ir de cara com os planos pagos pois também existem opções muito relevantes que são disponibilizadas gratuitamente.

Nós pessoalmente aconselhamos dar uma olhada nos serviços da Cloudflare. Eles têm planos pagos, porém para quem deseja utilizar o plano gratuito e conhecer como funciona a ferramenta, certamente é uma ótima escolha.

Basta acessar https://www.cloudflare.com/plans/ e escolher a opção que mais se adequa para o que você precisa.

A plataforma tem uma interface autoexplicativa então você não deve ter problemas ao configurar o seu site com este serviço, desde que já tenha um domínio e hospedagem previamente configurados prontos para serem integrados com o serviço de CDN.

Posso aderir a ambos os tipos de CDN ao mesmo tempo?

Da forma que muitos sites podem ser complexos e serem voltados a mais de uma finalidade, os serviços de CDN têm se modernizado e se adaptado a tais necessidades.

Dependendo do plano que você obter, você poderá ter a flexibilidade de escolher quais arquivos irão para os data-centers, criando uma “zona” de conteúdos do seu site que ficarão estaticamente disponíveis no servidor permanentemente.

E da mesma forma, poderá escolher quais arquivos ficarão disponíveis através do CDN de forma dinâmica e temporária através do método pull.

Não é padrão que estas duas funcionalidades estejam incluídas em um mesmo plano, podendo assim dependendo do provedor estarem sujeitas a uma cobrança extra por esse recurso.

Bônus: Streaming CDN Service

Dentre os diversos objetivos que alguém pode ter quando decide ter um site, um deles pode incluir a necessidade de interação direta com o público, assim decidindo fazer transmissões ao vivo.

Abordamos aqui os dois principais tipos de CDN que uma pessoa pode adotar, no entanto existe um outro que pode ser muito útil se o seu objetivo for justamente o de transmitir áudio e/ou vídeo, trata-se do serviço CDN de Streaming.

Se você optar por armazenar e fazer lives em seu próprio website, manualmente pode ser uma tarefa difícil de construir e manter com qualidade, e quando se pensa na qualidade de uma transmissão, ligeiramente está associada a ideia de que o usuário acompanhe o conteúdo de forma fluida e sem travamentos.

Mesmo que de primeira se ponha a culpa na velocidade da internet, as vezes esse problema está associado a não utilização, e pode até ser minimizado quando se utiliza um serviço de CDN para auxiliar o processo da transmissão com mais qualidade para os usuários.

Utilizando essa alternativa pode se tornar uma tarefa bem mais prática e fácil de armazenar o seu conteúdo sem ter que se preocupar tanto em como o ele irá chegar ao usuário, dessa forma podendo ter o foco mais voltado apenas a qualidade de vídeo e do seu conteúdo apresentado.

Conclusão

Independente do tipo de site ou projeto que você já tenha ou pretende tirar do papel é relevante levar em consideração a possibilidade de ter um serviço CDN, pois certamente ele traz muitos benefícios e aspectos profissionais de desempenho e organização para o seu site.

Esperamos que após ter lido este artigo, você tenha tirado suas dúvidas e esteja preparado para dar um upgrade em seu site desfrutando de todos esses aspectos positivos apresentados aqui quanto a essa ferramenta.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email